I Congresso Nacional das TNC : Juntos, somos mais fortes!

2 Comments
358 Views

“Terá sido a segunda vez que estivemos todos juntos em muitos anos de luta” declarou um participante num dos painéis do I Congresso das Terapêuticas Não Convencionais que teve lugar em Lisboa, no passado domingo, 28 de Outubro.

 

 

Foram cerca de 500 os participantes que encheram o Fórum Lisboa e assistiram aos três painéis deste congresso e ainda à projeção do documentário sobre Homeopatia “Just one Drop”.

Os debates, orientados pela jornalista Joana Boavida, versaram sobre temas de grande atualidade para os profissionais desta área: No primeiro painel, o tema foi “A Profissão” onde estiveram os membros do ex-Conselho Consultivo das TNC. O segundo painel foi dedicado ao Ensino, com um representante da Federação Nacional de Escolas de TNC, uma docente universitária, um diplomado pós-2013 e um estudante que se encontra a frequentar uma escola de TNC. Por fim, o terceiro painel marcou os trabalhos da parte da tarde, com a participação dos vários partidos com assento na Assembleia da República, onde o tema discutido foi essencialmente os atrasos sentidos na conclusão da regulamentação e resolução da problemática Pós-2013.

A iniciativa de realizar este primeiro Congresso Nacional partiu de um núcleo dinamizador constituído por três profissionais das TNC. Esta ideia foi materializada ao longo de 7 meses, graças à contribuição de várias organizações da área e que, não só culminou num evento organizado irrepreensivelmente, como demostrou a capacidade de articulação de vontades, numa lógica de colaboração mútua ao serviço de uma luta que visa alcançar a completa regularização desta atividade de saúde, em nome da defesa dos milhões de portugueses que recorrem às TNC.

A União das Medicinas Naturais esteve presente na organização deste evento desde a primeira hora, contribuindo com a experiência esforço e dedicação da sua equipa.

No final ficou a alegria de se ter contribuído para dar mais um passo no sentido de se ultrapassar os muitos obstáculo que ainda se encontram pela frente.

Mas ficou provado, acima de tudo, que a UNIÃO de todos os profissionais desta área é determinante. Porque somos muitos, porque unidos somos sempre mais fortes, porque a esperança vem da força conjunta de vontades e das sinergias que inevitavelmente surgem quando, apesar das diferenças, trabalhamos e juntamos esforços.

A UMN surgiu porque acredita na União de todos os profissionais de cuidados de saúde naturais. Porque somos a União das Medicinas Naturais. Porque Juntos somos mais fortes.

Estamos todos de Parabéns.

Article by


Leave your comment